Almada Negreiros na Gulbenkian

(Scroll down for text in English)

De momento encontra-se no Museu da Gulbenkian uma exposição  dedicada ao artista versátil Almada Negreiros. As portas abriram no  dia 03 de Fevereiro e apenas em 3 dias, contava já com 4.586 visitantes!  E não é por menos. A sua obra é rica, variada, fascinante. É o reflexo da criatividade energética de um génio.

José Sobral de Almada Negreiros (1893 – 1970) teve um percurso incomum e bastante singular no mundo da arte. Artista autodidacta e multifacetado, nunca se rendeu à especialidade, mas em vez à diversidade. A sua arte é rica, com estilos e temas dos mais variados. Uma arte que tem tanto de beleza como de humor. Almada Negreiros dava preferência ao desenho e à escrita, mas também pintava, fazia vitrais, histórias para a lanterna mágica, cartazes para filmes, textos de prosa ou poesia e até mesmo, bailado.

Foi um dos fundadores do modernismo português, participando activamente na revista Orfeu. Viajou para Paris, onde permaneceu apenas dois anos, vivendo numa situação de isolamento. Voltou a emigrar, desta vez para Madrid onde participou activamente nos círculos de artistas espanhóis (1927 – 1932) deixando inspirar pelos seus estilos, nomeadamente Picasso. E tudo isso se espelha na sua obra.

Milhares de pessoas continuam a deslocar-se à Gulbenkian. Porque em Almada Negreiro à sempre uma descoberta, uma reinvenção, uma surpresa. É uma arte que não aborrece porque não é monótona. Há-de tudo, um pouco para todos os gostos.  É fascinante e continuará sempre a ser fascinante.

José de Almada Negreiros: uma maneira de ser moderno

  • Museu Gulbenkian – Colecção do Fundador (Av. de Berna 45A)
  • Exposições temporárias: 3€–5€
  • Entrada gratuita nos Domingos a partir das 14h00
  • Encerra terça-feira

At the moment there is an exhibition dedicated to the versatile artist Almada Negreiros at the Gulbenkian Museum. The doors opened on 03 February and in only 3 days there were already 4,586 visitors! And it is not for less. His work is rich, varied, fascinating. It is the reflection of the energetic creativity of a genius.

José Sobral de Almada Negreiros (1893 – 1970) had an unusual and quite unique journey in the art world. Self-taught and a multifaceted artist, he never surrendered to specialty, but instead to diversity. His art is rich, with styles and themes of the most varied. An art that has both beauty and humor. Almada Negreiros gave preference to drawing and writing, but also painted, did stained glass, stories for the magic lantern, posters for movies, prose or poetry texts and even, dance.

He was one of the founders of Portuguese modernism, actively participating in Orfeu magazine. He traveled to Paris, where he remained only two years, living in isolation. He emigrated again, this time to Madrid where he participated actively in the circles of Spanish artists (1927 – 1932) and was inspired by their styles, namely Picasso. All this is reflected in his work.

Thousands of people continue to travel to the Gulbenkian Museum. Because in Almada Negreiros there is always a discovery, a reinvention, a surprise. It is an art that does not bore because it is not monotonous. There is a bit for all tastes. It is fascinating and will always remain fascinating.

José de Almada Negreiros: a way of being modern

Gulbenkian Museum – Collection of the Founder (Av. De Berna 45A)
Temporary exhibitions: € 3 € -5
Free admission on Sundays from 2:00 p.m.
Closed on Tuesday

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s